O professor Acuña Castroviejo deu em Almuñécar uma interessante conferência sobre Alzheimer e Parkinson



A sala de conferências da Casa das Culturas estava cheia de público para ouvir a lição do professor e para participar do colóquio.

O professor de Fisiologia Médica, Darío Acuña Castroviejo, fez uma interessante conferência sobre o estado atual das doenças neurodegenerativas: Alzheimer e Parkinson ", na Casa da Cultura de Almuñécar.

O evento, organizado pela Secretaria de Cultura da Cidade de Almuñécar sob a coordenação da Biblioteca Municipal, despertou o interesse entre os sexitanos que lotaram a sala de conferências.

O professor Darío Acuña Castroviejo, apresentado pelo diretor da Biblioteca Municipal, Javier Sánchez, descreveu todos os dados referentes à situação atual ou incidentes das doenças de Alzheimer e Parkinson já mencionadas. No primeiro dos casos, afeta 11 em cada 1.000 pessoas, das quais pouco mais de 5% são pessoas com mais de 65 anos de idade. Assim, os índices por continente falam de Ásia e Europa sendo os mais afetados, com quase 23 e 10,5 milhões de pessoas, respectivamente.

Em quanto ao Parkinson, os estudos de incidência são de 18 por 100.000 habitantes, sendo a Ásia e a Europa também os mais destacados, com 2.1 e 1.2 milhões de pessoas. No final do evento, uma interessante discussão foi realizada entre os participantes.

Lembre-se que Darío Acuña Castroviejo formou-se em Medicina na Universidade de Santiago de Compostela. Em 1975 mudou-se para a Universidade de Granada, para fazer sua tese de doutorado no Departamento de Fisiologia da Faculdade de Medicina, obtendo o título de Doutor em Medicina e Cirurgia em 1977. Em 1993, obteve a cadeira de Fisiologia Médica pela oposição, posição que mantém no presente.

O professor Acuña Castroviejo tem sido um dos pioneiros no campo da melatonina na Espanha. Muitos desses estudos derivaram do uso clínico da melatonina em várias patologias, tais como: epilepsia, Parkinson, Alzheimer e muitas outras.

A qualidade da pesquisa realizada por Acuña Castroviejo é refletida em mais de 150 artigos em revistas de alto impacto, 10 livros e mais de 160 artigos e comunicações em conferências nacionais e internacionais, assim como a publicação de várias revisões da melatonina, mediante solicitação. de diferentes editores de revistas internacionais.

Atualmente, ele mantém contato direto com vários grupos de pesquisa internacionais, com os quais colabora assiduamente.

Em última análise, o Professor Darío Acuña Castroviejo é uma referência mundial no campo da melatonina em geral e na sua avaliação e aplicação clínica especificamente. Todos esses estudos, além disso, são continuamente divulgados através de seminários e conferências, assim como em outras mídias, como imprensa, rádio, TV,etc.

Fonte http://www.melatonina.es/articulos/1060-2018-04-23.html




www.keymelatonin.com
web stats